Este site usa cookies e tecnologias afins que nos ajudam a oferecer uma melhor experiência. Ao clicar no botão "Aceitar" ou continuar sua navegação você concorda com o uso de cookies.

Aceitar

Reflexões

Não Tenhamos Medo de Amar Maria Mais do que Jesus

Fernando Petersen
Escrito por Fernando Petersen em 13/05/2021
Não Tenhamos Medo de Amar Maria Mais do que Jesus
receba mensalmente um PDF ESPECIAL e SURPRESA no seu email.

SE INSCREVA NA LISTA DE EMAIL

Primeiramente gostaria de dizer que, sim, esse título teve a intenção de ter duplo sentido. Dizer “Não tenhamos medo de amar Maria mais do que Jesus” pode tanto querer dizer que nosso amor por Maria é maior do que o nosso amor por Jesus, o que seria um pecado gravíssimo, quanto termos a pretensão de amar a Maria mais do que Nosso Senhor a ama, ter a soberba de querer que nosso amor por Nossa Senhora seja maior do que o amor que Jesus tem por Ela.

Excluindo a segunda hipótese, que é um absurdo tão grande que sequer vale a pena descrever, vamos discorrer sobre o outro significado que também é um absurdo, mas só para aqueles que realmente são católicos e desejam amar Maria verdadeiramente e que, infelizmente, a atual mentalidade tem podado o amor dos fiéis a Nossa Senhora com tal medo de colocar Nossa Senhora em um lugar que não lhe é devido e cair em um pecado gravíssimo.

AMAR MARIA, AMAR JESUS

Quem ama verdadeiramente deseja, acima de qualquer coisa, ver a pessoa amada plenamente desagravada, sente profundamente quando a pessoa amada é ofendida e deseja ardentemente reparar qualquer ofensa que ela venha a receber. Busca a todo custo consolar qualquer dor que a pessoa amada venha a sentir. Quem ama verdadeiramente deseja ver a pessoa amada satisfeita, feliz, mesmo que não sejamos capazes de darmos plenamente essas coisas a ela. A pessoa que ama verdadeiramente é capaz de sofrer para não ferir, não deixar ferir ou reparar alguma e qualquer dor da pessoa amada.

Agora, apliquemos todo esse amor que acabei de descrever à Santíssima Virgem. Repare que a resposta a todos os questionamentos possíveis em relação a como agradar, satisfazer, desagravar, reparar, não ofender, etc… é exatamente relacionado a Jesus. Tudo em Nossa Senhora nos dá como resposta Jesus, tudo nos remete a Jesus, é tudo com Jesus, por Jesus e para Jesus.

Para responder isso bastava mostrar os primeiros versículos do Magnificat: “Minha alma engrandece o Senhor, meu espírito EXULTA EM DEUS, MEU SALVADOR”. Quem é o Deus Salvador que o espírito de Nossa Senhora exulta? Jesus! E a alma dela, segundo as Sagradas Escrituras, engrandece quem? O Senhor. E quem é Nosso Senhor? Jesus!

amar a maria é amar a jesus, os corações de jesus e maria são unidos

PARA AMAR MARIA, TODAS AS AÇÕES SÃO PARA JESUS

Se formos ver as aparições marianas, todas elas o centro é Jesus e os atos de reparação são a Jesus. Tomemos como exemplo a Mensagem de Nossa Senhora na Aparição de Fátima.

Como o Anjo de Portugal preparou as crianças para receberem a Santíssima Virgem? Ensinando-as a adorar a Jesus. Nas primeira e segunda aparições o que Nossa Senhora mostra ao abri os braços para os pastorinhos e ensina-os? Mostra o amor de Deus e ensina como amar a Deus reparando as ofensas que os pecadores fazem a Deus.

Quando Nossa Senhora ensina os atos de reparação, qual é o centro? Confessar os pecados, comungar bem e meditar os mistérios da Salvação. O que é a Devoção ao Imaculado Coração? É o não ofender mais a Deus e reparar as blasfêmias, injúrias e indiferenças com Jesus. E o que é a Consagração ao Imaculado Coração de Maria ou a Consagração a Nossa Senhora? É servir a Jesus por meio de Maria, tomando Maria como exemplo. E existe melhor exemplo do que Maria no seguimento a Cristo e no amor a Jesus? Algum outro coração humano amou mais a Jesus do que o Coração Imaculado de Maria?

NÃO TENHAMOS MEDO DE AMAR MARIA MAIS DO QUE JESUS

Enfim, irmãos, não precisamos ter a mínima reserva em amar Maria. Não tenhamos medo de amar Maria mais do que Jesus. Primeiro porque devemos imitar Jesus e ninguém amou mais a Maria do que Ele. Segundo, porque é IMPOSSÍVEL amar verdadeiramente Nossa  Senhora, se entregar totalmente a Ela (amar verdadeiramente é se entregar totalmente), fazer tudo por Ela, com Ela e para Ela sem colocar Jesus à frente de tudo isso, pois a própria Maria coloca Jesus na frente.

Quando impomos limites no amar a Maria o que acaba acontecendo, infelizmente e desgraçadamente, é exatamente o contrário. Acabamos diminuindo tanto Nossa Senhora, deixando Ela tão igual a nós, rebaixando tanto Ela que, por consequência, também passamos rebaixar Jesus, pois perdemos a principal referência de amor humano para amá-Lo, perdemos o parâmetro, e passamos a tratar Jesus como nosso mero “amigão” apenas, não como Aquele que é nosso Deus, nosso Salvador, Aquele que mais nos Ama, que se entregou na Cruz por nós. Jesus não é um “mero amigão! Nosso que nos dá presentes o tempo inteiro e nos livra de roubadas, ou aquele amigão que resolve nossos problemas. Não! Jesus é muito mais do que isso! Jesus é nosso Deus! Nosso Deus que nos ama infinitamente. É o próprio Amor que se encarnou por nós e para a nossa Salvação para que possamos participar da Sua felicidade na eternidade, junto com Sua Mãe Santíssima, logicamente, a obra prima da criação, a primeira das criaturas, a perfeição das criaturas.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado.