Este site usa cookies e tecnologias afins que nos ajudam a oferecer uma melhor experiência. Ao clicar no botão "Aceitar" ou continuar sua navegação você concorda com o uso de cookies.

Aceitar

Reflexões

Buscar a Santidade Amando Quem Nos Odeia

Fernando Petersen
Escrito por Fernando Petersen em 19/06/2021
Buscar a Santidade Amando Quem Nos Odeia
receba mensalmente um PDF ESPECIAL e SURPRESA no seu email.

SE INSCREVA NA LISTA DE EMAIL

Nossa reflexão de hoje parece bem exigente, né? Buscar a santidade amando quem no odeia. Nossa! Isso é esmagador! Não tem um jeito mais fácil não?

O Evangelho proposto para refletirmos neste quarto dia de preparação para a consagração a Nossa Senhora é o que Jesus manda a gente fazer tudo ao contrário do que temos vontade e do que o mundo manda fazermos para não sermos tomados como bobos.

Abra a sua Bíblia no Capítulo 5 do Evangelho de São Mateus, Versículos de 38 a 48. É o famoso Evangelho para contrariarmos as máximas do mundo. Mas, também, o Evangelho que o muitos deturpam para nos tornarmos verdadeiros idiotas perante o mundo. Jesus quer que contrariemos o mundo, não que sejamos idiotas. Como veremos a seguir, Jesus nos ensina a buscar a santidade amando quem nos odeia.

Mas, antes, se você ainda não fez as orações propostas no Tratado de São Luís para este quarto dia de preparação e não meditou o Evangelho acima citado, é hora de parar agora e fazer isso.

Assim que terminar de fazer as orações do Tratado e meditar o Evangelho, volte aqui para rezar a Oração e a Jaculatória abaixo e ler a reflexão proposta.

Lembrando que o pessoal que segue o Mariale Scholae no Instagram já teve acesso a tudo isso logo de manhã cedo. Se ainda não segue, fica o convite!

Oração:Maria Santíssima, obrigado pelas luzes que nos destes a respeito das ações e intenções que são contrárias a Vós e ao Espírito Santo de Deus. Queremos tomar firmes resoluções em libertarmo-nos do mundo e escravizarmo-nos amorosamente ao vosso Imaculado Coração. Bondosa Mãe, auxiliai-nos na nossa caminhada. Amém!

Jaculatória: Seja nossa vida escondida em Cristo Jesus!

BUSCAR A SANTIDADE AMANDO QUEM NOS ODEIA

De fato isso não só parece esmagador, isto é esmagador. Jesus nos quer santos, não meros seres criados, não meros animais com certa racionalidade. E ser santo, na realidade humana, é esmagador, é impossível.

Sim! É impossível sermos santos por nós mesmos. É impossível amarmos verdadeiramente por nós mesmos. Para isso precisamos da graça de Deus e foi para isso que Ele se encarnou.

Então, olhar com uma visão meramente humana, mundana, é realmente impossível ser santo, é insensato buscar a santidade e é coisa de “gente besta” amar quem te odeia.

DESCONSERTAR O MAL

Vamos começar do início do Evangelho proposto para hoje, rapidinho, pois é importante deixar claro uma coisa, para não cairmos na cilada de sermos idiotas em vez de estarmos amando o nosso inimigo.

Jesus, quando ensina a não oferecer resistência, não é não oferecer resistência num “irenismo” exagerado. Não! Jesus é específico: “não ofereçais resistência ao malvado”. É uma situação que o outro lado vai se desconcertar, vai acabar se desarmando diante de uma bondade devolvida diante de uma maldade ou injustiça praticada.

Imagine a situação da pessoa que quer te irritar, te humilhar diante muitos e em vez disso você dá para ela um presente, um abraço e um beijo. Desconcerta-a, não é? A pessoa vem querendo brigar por birra, por picuinha, e você releva, a pessoa, não sendo má, também se desconserta.

Só não esqueçamos que o mesmo Jesus, que mandou dar a outra face, tempo depois, virou para o soldado e perguntou porque bateram nele, diante dos fariseus no sinédrio.

O QUE É AMAR?

jesus leva tapa no sinedrio

A segunda parte é um tanto complexa e longa. Muito pano para manga! Mas, darei uma pincelada, pois aqui não é o escopo filosofarmos.

Amar, podemos resumir, é querer um “bem superior” da pessoa, um grande bem. O sumo bem é a Salvação, o Céu. Ou seja, existe desejo de bem maior do que desejar que a outra pessoa vá para o Céu, que a outra pessoa seja salva?

Claro que Jesus também fala do amor na dimensão da conciliação. Afinal, a gente se conciliar com os inimigos, nos opormos a nós mesmos para manter uma harmonia santa, na Lei de deus, é coisa muito boa. Isso podemos dizer que é buscar a santidade amando quem nos odeia.

NÃO PODEMOS SER CONIVENTES

Contudo, não podemos ser coniventes com o pecado. Isso não é amar. Você ver que a pessoa leva uma vida desregrada, fora da Lei de Deus e ficar calado para evitar conflito não é amar a pessoa. E, provavelmente, a pessoa se tornará sua inimiga quando você apresentar para ela o erro. E, dependendo do caso, talvez passe a te perseguir também.

Claro que não falo para humilhar, desprezar, descartar, expor, etc… a pessoa. Falo de fazer as correções e falar a verdade no amor, querendo o bem, na conversa, na paciência, com humildade e respeito.

POR QUE NOS ODEIAM?

Não podia terminar essa reflexão sem tocar nesse ponto que é muito importante e, infelizmente, é cada vez mais frequente.

O estilo de vida cristão se destaca por ser diferente do mundo e isso incomoda de alguma forma. Como seguimos o mesmo Deus, Jesus Cristo, isso incomoda aqueles que levam uma vida desregrada, que vivem a vida como quer, como bem entendem. Eles não conseguem entender que nós que desejamos e nos encontramos nesse estilo de vida.

Então, eles tentam nos convencer que estamos “alienados”, que “não é necessário tudo isso”, ainda mais nos dias de hoje que tudo é visto como “jogo de interesses e de dominação”. Daí eles podem falar de nós, como se quisessem o nosso bem, mas nós não podemos falar deles. Para eles, eles querem nos libertar e nós queremos aprisiona-los.

SEJAMOS SANTOS

“Sede, portanto, perfeito como vosso Pai celeste é perfeito”

Ou seja, ser perfeito é ser Santo! Jesus termina o Evangelho nos convidando a buscar a santidade amando quem nos odeia, diante de todo o contexto exposto (no Evangelho).

Vamos rezar e oferecer sacrifícios pela conversão das pessoas para que elas alcancem o Céu. Amar quem nos odeia não significa ficar fazendo carinho, mendigando amor e atenção. Não! Significa muito mais desejar o bem, rezar e oferecer sacrifícios por essas pessoas. Aí sim é buscar a santidade.

Lembra que Jesus enquanto recebia as marteladas dos cravos nas mãos e nos pés não dizia para os seus algozes que os amava, Ele rezava ao Pai pedindo perdão por eles e os algozes não faziam a menor ideia disso.

PROPÓSITO

Então, qual o propósito de hoje? Crio que tenha dado para entender que buscar a santidade amando quem nos odeia seja nos doarmos e deixarmos de viver uma vida de aparências, deixarmos de lado uma vida hipócrita, abandonarmos a hipocrisia e passar a ter uma vida autêntica. E, claro, será muito necessário uma vida orante para nos alimentarmos e fortalecermos. Afinal, isso tudo é humanamente esmagador, mas na graça de Deus é possível.

Façamos, então, os seguintes propósitos:

  • Não viver de aparências
  • Viver no escondimento, mortificando os sentidos, uma vida mais interior de oração e de intimidade com Deus e contemplativa
  • Nos desapegarmos dos bem mundanos, tanto os materiais quanto os imateriais. Ou seja, viver como se não tivéssemos eles
  • Ter uma vida de maior doação pelos pecadores
  • Ter como bússola o Amor de Deus.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado.

One Reply to “Buscar a Santidade Amando Quem Nos Odeia”

Rosângela

Com a reflexão de hoje foi possível perceber que amar quem nos odeia, não é algo tão difícil quanto pensávamos que fosse
Agora estou msis tranquila quanto a esse ensinamento do Nosso Senhor Jesus Cristo.